solidão dos agapantos

AnteriorSeguinte

2012-10-23

Amor à Vista

Entras como um punhal 

[...]
Ler mais
2011-11-08

O VAGAR FOI DESCENDO SOBRE AS CASAS

Tinham a luz retida no outeiro

e a tarde de Março 

[...]
Ler mais
2010-04-07

Deixem, hoje sou poeta do tempo...

Hoje sonhei no dormitório longo e escurecido

com persianas ténues que acalmavam a noite 

[...]
Ler mais
2010-01-17

VEIO DO NORTE UM VENTO ESCURO.

Corroía o azul da transparência,
sem que fosse visível o percurso

[...]
Ler mais
2009-12-11

VAI O OUTONO SUBINDO

A estarmos calmos a vê-lo
Entrar por aquele registo
que descamba em pensamento.

[...]
Ler mais
Copyright © Associação dos Antigos Alunos Redentoristas
Powered by Neweb Concept
Visitante nº