fale connosco


2014-09-03

A. Martins Ribeiro - Terras de Valdevez



 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CONCEITO DE MULHER

 

Gosto muito de mulheres gordinhas,

Rebolonas, cheias, rechonchudas,

Curvilíneas, lindas, redondinhas

De pele macia e lisa, não peludas.

 

Sei que foi moda noutros tempos!

 

Já tive a mania delas como espetos

Altas, magras, hirtas, quais palitos,

Ossos a furar de dentro de esqueletos

Parecendo canivetes esquisitos.

 

Mas agora não, mudei o pensamento.

 

Agora gosto delas com pernas torneadas 

Com nalgas bem fofas e roliças

P´ra nelas poder bater suaves palmadas,

Sonoras, cantantes, estaladiças:

 

Que lindas são, ai que espavento!

 

Com seios grandotes, duros, muito certos,

Harmonia de ancas, sem extravagâncias

Cinturas sem espartilhos nem apertos,

Como diz Petrónio, o das elegâncias.

.

Gosto delas com coxas boleadas

A assomar pela cortina duma racha 

De saias bem justinhas e amoldadas

Que protejem a mítica pachacha.

 

Que coisa nunca vista, que portento!

 

Adoro barriguinhas comedidas

 

A mostrar requinte de lendário ventre;

Braços roliços com mãos atrevidas

Que nos sufocam num abraço quente

 

Gosto de lábios carnudos, sensuais

Que mordem com fúria em beijos desabridos;

Mas os cabelos não me interessam mais

Podendo mesmo ser curtos ou compridos.

 

O que me havia de dar, não tomo tento.

 

Podeis chamar-me tolo, maluco, depravado, 

Talvez até sem gosto, antiquado; 

Que quereis:

Gosto de sentir o desejo

De admirar o que vejo.

Mas não zombeis de mim

Nem pouco nem por inteiro

Porque eu sou assim;

Se o fizerdes não me importo

Pois eu gosto

E tal está primeiro

Sou homem,

Sou assim,

 

O Martins Ribeiro.

 

 

2014-08-28

Arsénio Pires - Porto

Companheiro:

Se ainda não leste o meu post anterior a este, vai ler. Não te baldes!

Depois, aconselho-te a leres um artigo do nosso colega Jorge Bento saído recentemente nalguns órgãos de comunicação social e que coloquei em "Pontos de Vista". Vais gostar!

2014-08-27

Arsénio Pires - Porto

Companheiros:

O nosso “meet” continua convocado para a Quinta da Barrosa. As redes sociais têm espalhado a boa notícia. E vai realizar-se… mesmo que a polícia faça um cordão à volta do que resta daquilo onde adolescemos!

O nosso “meet” é pacífico. Queremos mesmo é abraçar-nos e meter para a blusa.

Os tempos de Setembro, em que já estamos, não nos permitem grandes folganças a não ser um molho de palavras à volta dum prato suculento e dum copo a transbordar. (Disto nos poetará o nosso Alex!)

E cá vamos aumentando o grupo. Sem tiros… mas com beijos e abraços pois é assim que os amigos se convocam e saúdam!

Chegámos à trintena! Já fazemos uma grande mesa!

Sabemos que há mais quem esteja a organizar-se PARA NOS DIZER QUE VEM.

E nós, os que já dissemos SIM, temos a obrigação de trazer mais um! Espalhemos a notícia!

Mas só mais um… que há numerus clausus: 127!

 

LISTA DOS FUTUROS PRESENTES NO ENCONTRO NACIONAL 2014

01. Vieira

02. Alexandre

03. Arsénio e Carolina

04. Nabais e Micas

05. Assis

06. Barros

07. Delfim e Dulce

08. Cabral e Antónia

09. Serapicos e esposa

10. Peinado

11. Martins Ribeiro e Conceição

12. Sacadura

13. Castro

14. Ismael Vigário e Fátima

15. Eugénio e Maria do Céu

16. António Rodrigues e Silvina

17. Aventino (não comunicou que não vinha! ehehehehe!)

18. Cardoso e Luísa

19. Lage e Adília

 

2014-08-24

José Manuel Lamas - Navarra - Braga

 

 

      Vou - me embora de Lisboa

       Onde vi pedreiros e doutores

       Vi gente com vida boa

        Vi PESSOAS comendo lixo nos contentores

 

 

 

 Aquele abraço

                               Zé Lamas

2014-08-23

Aventino Pereira - PORTO

AGORA JÁ NÃO TENHO LÁGRIMAS

O meu filho regressou de Los Ângeles. Que felicidade tenho, que berço feliz me embala na serenidade dos dias! Que me importa o resto?!

Sim, sim, eu sei que é só por uns dias, que ele vai regressar, que irei ao aeroporto chorar, depois enfiar-me na cama e pedir para que ninguém fale comigo. São as certezas do amor ou a angústia de não saber entender o amor.

Mas, apesar de tudo, neste instante já não tenho lágrimas. E isso é tanto para que eu possa dizer que sei o que é a felicidade.

Quer partilhar alguma informação connosco? Este é o seu espaço...
Deixe-nos aqui a sua mensagem e ela será publicada!

.: Valide os dados assinalados : mal formatados ou vazios.

Nome: *
E-mail: * Localidade: *
Comentário:
Enviar

Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório.

Copyright © Associação dos Antigos Alunos Redentoristas
Powered by Neweb Concept
Visitante nº