fale connosco


2014-07-22

Arsénio Pires - Porto

Companheiros, a avaliar pelo júbilo aqui manifestado perante o anúncio "urbi et orbe" do próximo Encontro Nacional da AAAR proclamado pelo nosso Presidente Vieira, não vai haver lugar para tanto participante!

Por tal motivo, em nome da Comissão AD HOC tão voluntariosamente constituída no meio de tantos pretendentes à realização deste Encontro, anuncio-vos que as inscrições estão abertas e que... o Programa, apesar de curto, vai ser extremamente apelativo porque original. Vereis!

Portanto,e para que chegueis a tempo e horas, passaremos desde já a anotar os nomes daqueles que pretendam marcar presença. Isto porque, por manifesta falta de espaço, só aceitaremos os 127 (cento e vinte e sete) primeiros inscritos!

Faz já a tua Inscrição para:

Abaixo do Mondego até Marrocos (inclusive):

Alexandre: alegopin@gmail.com


Acima do Mondego até à Galiza (inclusive):

Arsénio: arseniopires@gmail.com


A Comissão Ad Hoc:

Alexandre, Arsénio e Nabais

2014-07-13

manuel vieira - esposende

 

Está já "afixado" o programa para o Encontro nacional 2014 em Gaia e podem lê-lo em "Notícias" ou "Agenda".

Vai ser um dia "vivido" na Quinta da Barrosa, vivendo e revivendo cenários e alguns "costumes" que pretendem também, ao que julgo, "exorcizar" memórias numa ambiência que energiza. 

Espero que o bom tempo contribua para um formato de almoço diferente e que reforce o convívio e inspire o bucolismo de alguns dos nossos poetas.

2014-07-09

manuel vieira - esposende

O nosso colega Luís Guerreiro faz hoje 85 anos e celebrou-os em família, na sua terra natal, lá para os lados de Vila Nova de Cerveira, em pleno Minho. Um abraço de parabéns. No próximo dia 17 já estará de regresso a Brasília.

O Encontro Nacional em Gaia já tem uma equipa operacional que se disponibilizou para a sua Organização e nos próximos dias vamos apresentar o programa que está previsto para o dia 20 de Setembro (sábado) na Quinta da Barrosa.

2014-07-08

José Manuel Lamas - Navarra - Braga

Meus amigos.

  O nosso amigo Martins Ribeiro, já vos deu nota do acontecido e foi quase tudo como ele diz . Digo quase porque quando o nosso amigo alega que o produto servido estaria estragado , no meu entender não é bem assim, pelo que aqui deixo o meu parecer .

 

 

                 Amigo não fique agastado

                 Que a pinga era de boa qualidade

                 O vinho não estava estragado

                 Só estava avançado na idade

 

 Aquele abraço

                      Zé Lamas

2014-07-07

A. Martins Ribeiro. - Terras de Valdevez

A PROMESSA

Quando se cumprem as promessas fica-se bem e com a consciência tranquila. 

E foi o caso que, estando hoje em minha casa a tentar combater aquela azucrinante e corrosiva rotina, eis que surge no meu telemóvel a versejante mensagem de um nosso companheiro:

Fugi da beira-mar

Que a coisa por lá está preta,

Aos Arcos vim parar

Na praia da Valeta.

Nem foi preciso adivinhar quem seria pois logo percebi que, a versejar daquela maneira, só podia ser o nosso amigo Lamas mais a Dª.Argentina que estavam mesmo ali em frente da minha casa. Foi uma grata surpresa, na verdade, dizendo que tinham fugido da Apúlia onde foram saborear umas gostosas sardinhas, corridos por desagradável ventania marítima e dando-lhes assim aso a que, dessa forma, pudessem cumprir o prometido de, em qualquer dia, (que chegou) me fazerem uma visita. Só que estas coisas das surpresas têm os seus inconvenientes porque, ás vezes, nos deixam ficar mal e a verdade é que fui apanhado um tanto desprevenido em matéria de provisões, pois não sou produtor de nada. Porém, lembrei-me de que tinha no frigorífico a tal oportuna e salvadora garrafa de alvarinho, fresquinha e chamativa, que logo me acalmou o nervoso miudinho do eminente fracasso. Mas, oh desgraça, se aparentemente me senti salvo foi apenas uma ilusão pois á pinga parece que lhe tinham dado as sezões de qualquer febre amarela. Mas enfim, ficará o desejo de que noutra altura a situação venha a melhorar substancialmente. No entanto, o que contou foi mesmo o grande prazer e a subida honra que esses amigos nos deram, gesto que de todo o coração agradecemos. E, claro, deu tempo de sobra para revivermos tempos passados, desde o recanto da Barrosa até ás desabrigadas  e extensas planuras da vida. Como não podia deixar de ser, vou terminar pagando-lhe, para já, na mesma moeda:

Foi uma grata partida

Que o Lamas me pregou:

Mas vai ser retribuída

Como assim se combinou.

Quer partilhar alguma informação connosco? Este é o seu espaço...
Deixe-nos aqui a sua mensagem e ela será publicada!

.: Valide os dados assinalados : mal formatados ou vazios.

Nome: *
E-mail: * Localidade: *
Comentário:
Enviar

Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório.

Copyright © Associação dos Antigos Alunos Redentoristas
Powered by Neweb Concept
Visitante nº