fale connosco


2009-11-22

manuel vieira - esposende

Antes de mais um abraço para todos os que já andaram por esta rubrica. Repeti várias vezes o texto do Aventino e desprendi das minhas memórias algumas emoções contíguas aos gestos de adeus de sua mãe. Curiosamente logo de seguida deparo-me com o poema do Arsénio na última página da Solidão dos Agapantos e começa a juntar as linhas emocionais. Muito interessante e pressinto os nevoeiros da infância...
2009-11-22

Arsénio Pires - Porto

Meu caro Aventino: És sempre igual a ti, ou seja, EXCELENTE. Sabes tocar no cerne da poesia: o Princípio e o Fim. Está tudo na Mãe. Este teu post fez-me ir à gaveta do pó e sacudir o poema que agora coloquei na Solidão dos Agapantos. Estamos na curva do regresso! Já avistamos a casa da Mãe. Um abraço sempre amigo do Arsénio.
2009-11-21

Aventino - Porto (Av. da Boavista, 2121-4º-4100-130-PORTO

Porque volto sempre a esses lugares onde fui e sou e fico, eternamente menino, perdido, aos olhos tristes da minha mãe a acenar-me adeus, adeus, adeus! Porquê agora?! Porque é que estamos ali, perpetuados, sorridentes como se nesse tempo soubessemos o que era a felicidade?! Ah! Pára! Pára-me essa memória que me cega; deixa-me o caminho livre, livre, para que possa finar-me sem ter que te levar comigo.
2009-11-21

Celso Oliveira - Ovar

Olá caríssimos e queridos companheiros O Né Vieira tem razão: não custa nada, mesmo para quem "tem o tempo todo comprometido" (lol), vir aqui dar dois dedos de conversa. Parabéns; Vieira, pela tua persistência e habilidade em manter acesa a chama da amizade entre nós. Abraços para todos Celso
2009-11-20

artur ferreira - vila da feira

Já várias vezes tinha consultado a internet sobre o tema os redentoristas e a informação que aparecia era vaga, embora tivesse aparecido alguma coisa sobre os Antigos Alunos num blogue e também de uma associação no Brasil. A internet é um bom meio de divulgar e acho que a solução está certa embora um aluno do meu tempo que encontrei muito recentemente aqui na Feira e que é de Sandim me tivesse dito que a Associação precisa de mais sangue novo porque a maior parte tem vícios de comportamento e não participam com facilidade embora eu sofra também desse mal. Mas tenho esperança que um dia eu também apareça. As pessoas precisam de ser espevitadas

Quer partilhar alguma informação connosco? Este é o seu espaço...
Deixe-nos aqui a sua mensagem e ela será publicada!

.: Valide os dados assinalados : mal formatados ou vazios.

Nome: *
E-mail: * Localidade: *
Comentário:
Enviar

Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório.

Copyright © Associação dos Antigos Alunos Redentoristas
Powered by Neweb Concept
Visitante nº