fale connosco


2009-12-29

Arsénio Pires - Porto

vejo que já não há homens como antigamente parecendo até estarmos perante um Conde D'Abranhos que se negava ao duelo por excesso de amor à Pátria já que ela a Pátria poderia perder tal e tão prestimoso ministro pois eu não desisto do tal duelo que sou homem de princípios e esse tal de jmarques nem sequer se digna responder mas terá que fazê-lo pois caso contrário orientarei os cavalos para terras de paredes e procurá-lo-ei em todas as esquinas e recantos que uma honra ofendida tem que ser redimida e tu assis terás também lugar já faz falta alguém para recolher o corpo que tombar na lama e ponto final
2009-12-29

Assis - Folgosa - Maia

"Pelos deuses!" gritavam os latinos. Se a memória me não atraiçoa, foi lá pelo meu 4º ano de latim que ouvi por vez primeira esta expressão. Também eu grito neste momento, depois de ter lido a contenda que se levantou entre os "conversantes", contenda de que me culpo pois talvez devesse não ter respondido ao nosso amigo J.Marques quando este se preocupou demasiado do meu estado de saúde. Devia ter comido e calado, como é aconselhado aos miúdos...Mas, pensei então que, se me tivesse calado, ou "não era filho de boa gente, pois não me sentia", ou então, poderia dar a impressão de que estaria a dar tanta importância aos conselhos de um amigo - assim te considero, J.Marques - como às "vozes de burro que não chegam ao céu", como diz o ditado popular. Como tenho um pouco de sensibilidade e como nunca poderia considerar um amigo de forma tão baixa, foram estas as razões que me levaram a responder. Longe, porém, estava eu de imaginar que se iria gerar uma tempestade do tamanho da que os cèus paracem anunciar. - Amigos M.Ribeiro e J.Marques, segui os conselhos do nosso colega Arsénio ou do Vieira. Um copinho de vinho - seja ele do Douro ou do Minho, alvarinho ou maduro tanto faz, desde que bom - pode adoçar carradas de azedume. Vereis que, à volta duma mesa recheada e bem molhada - fugindo sempre, é claro, aos exageros - mas, "pelos deuses", não vos esqueçais de convidar todos aqueles que se dizem vossos amigos, eu próprio entre eles... Para todos os associados da AAAR e seus familiares, mas sobretudo para vós, amigos Martins e Marques, o meu abraço de PAZ para todo o Ano Novo de 2010.
2009-12-29

Manuel Vieira - Esposende

Caro Arsénio, para essa de juíz de duelo não me convidem pois desconheço a pontaria dos 2 contendores e não vá ela ser má. Por outro lado não vou no tinto proposto por ti.É que o Martins Ribeiro costuma ter um Alvarinho "altamente" qualificado e vou mais nesse.Mas temos de bebê-lo antes do duelo pois não vá ele ficar incomodado com o desfecho da litigância. E esses incómodos substituem normalmente os efeitos laxantes do pepino, pois não é qualquer um que está habituado a essas contendas. Para estes debates serve bem o Fórum e os temas vão começar a aparecer.Para participar será bom que se registem no Fórum pois já lá temos a presença de 8 colegas.
2009-12-29

Arsénio Pires - Porto

desculpem mas as teclas continuam avariadas e portanto não há pontos pra ninguém e passo a entrar na peleja entre o martins ribeiro e o jmarques para dizer que de latim também percebo pouco mas de criação de pepinos sim conheço à brava e aí vai o pepino pertence como a abóbora à família das cucurbitáceas e exerce três efeitos no organismo diurético laxante e depurativo e ficam a saber que podem atacar a prisão de ventre crónica com o consumo diário de uma salada de pepinos preparando-a só com limão cebola e azeite e mastigando-a cuidadosamente e cultivam-se assim pondo no solo 3 a 4 sementes por buraco a 1,5 cm de profundidade que foi a minha mãe que me ensinou ou foi o meu pai já não sei mas o que eu queria dizer era que a honra do martins ribeiro foi severamente ofendida pelo jmarques e eu proponho um duelo no alto de paredes que é onde o jmarques mora e nós vamos lá eu serei um dos dois juízes e aqui lanço o convite ao nosso chefe vieira para que seja o outro juiz e nós levaremos as armas que até podem ser duas garrafas de bom tinto se lá houver uma bucha a condizer e ponto final
2009-12-29

jmarques - Penafiel

O amigo António Ribeiro fez-me rir a bom rir pela macieza das suas palavras e eu aceito-as em plenitude pois não vou ser eu a torcer o aço dos seus preceitos e preconceitos, nem quero.De uma coisa fico com a certeza, é de que deve ser um bom jogador de ping pong pela destreza com que brande a raquete e isto é um elogio. Mas ainda vai ter oportunidades de arremessar esses engulhos por cima da rede, no mínimo para aquecer a mente, o que é sempre saudável, pode crer. De uma coisa eu estarei certo, vai gostar de mim quando se deparar com o meu perfil completo pois estas situações também servem para reforçar a amizade, seja em Penafiel ou nos Arcos, ou em Gaia.

Quer partilhar alguma informação connosco? Este é o seu espaço...
Deixe-nos aqui a sua mensagem e ela será publicada!

.: Valide os dados assinalados : mal formatados ou vazios.

Nome: *
E-mail: * Localidade: *
Comentário:
Enviar

Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório.

Copyright © Associação dos Antigos Alunos Redentoristas
Powered by Neweb Concept
Visitante nº