fale connosco


2010-03-28

JMarques - Penafiel

O Fale Connosco é o nosso caderno de conversas, não será o nosso diário para escrever, talvez mais para ler segundo me apercebo. E assim é importante que os mais afoitos a comunicar o façam como eu o faço quando ando por aí, como o Santana.Já alguém dizia que muitos eram os que andavam por cá, mas poucos os escolhidos pela sorte prosaica para escrever. Há pessoas que usam o preconceito para nos iludir com essa argumentação mas penso que essa coisa de escrever tem a ver com a idade.Vejam os mais novos que  hoje dão preferência ás mensagens para comunicar.Quantos milhões de mensagens escritas circulam nos telemóveis, nos e-mails,nos MSN, nas redes sociais?Preocupados com erros de linguística, frases mal feitas, se escrevem com o ou com u?Não, o importante é "comunikar" pois esse é o objectivo das ferramentas que usam.Tenho razão, os condicionamentos da idade e da mente é que perturbam caro Arsénio, porque se quer ficar constrangidos. Serão ainda o raio dos muros? Claro que não, somos uns acomodados, não direi preguiçosos viciados e sentimos talvez o limite da razão do conversar.Não sabemos comunicar e mesmo para "namorar" devemos ser fracos pois esse acto também é comunicação.Mas aí o estímulo deve ser outro e talvez a nossa mente transmita outras ordens de operacionalidade.Serão então problemas de motivação. Pelo menos apareçam os motivados, os libertos dos medos.Fale-se do Benfica, do Braga, do Porto ou da CD da Liga.Mas fale-se...

2010-03-27

Assis - Folgosa - Maia

Gostaria de saber comentar, como foi com maestria comentado pelo amigo Ismael, o poema do Aventino, mesmo indo contra a opinião do Arsénio. Poemas puros, ao estilo de quem olha o jardim através da vidraça sem se apercebar da existência desta, à medida do belo descrito por Orytega, será difícil de encontá-los. Poemas que sirvam apenas a beleza sem mais, teremos de entrar no campo do poeta fingidor do Pessoa. Que o poema do Aventino é belo, ninguém terá dúvidas: belo na forma e no conteúdo, Poema encantador. Poderá até ser ele mesmo um fingidor, como Pessoa, mas a mentira que o seu poema carrega leva-me a acreditar que procura a verdade com as três formas do verbo gostar empregues na primeira pessoa do singular. Não necessariamente um poema de utilidades. Aventuro-me, todavia, a afirmar que o Aventino teve em mente não apenas um antigo aluno redentorista, mas três: aquele que se iniciou na Barrosa e poucos anos depois se foi; o outro que andou lá bastantes anos, e até talvez tenha chegado a ser ordenado, mas que também se foi depois de haver sofrido algumas desilusões, ou por não estar disposto a aceitar dogmas racionalmente incompreensíveis; e ainda aquele que, estando de boa fé, foi marginalizado por superiores superiormente (?) inspirados. Talvez pudesse ainda mencionar aquele que ainda hoje se encontra dentro mas que já se não atreve a saltar o muro, sofrendo por isso mais do que todos os anteriores que sairam, e até aquele que de boa fé continua a acreditar na sua vocação. - Deixo ao poeta Aventino toda a liberdade de se dizer em "voz amarga". O poema é seu ainda que no-lo tenhageresamente dedicado. O meu obrigado.

 

2010-03-27

Arsénio Pires - Porto

Para quê o “Fale connosco”
se hoje já ninguém fala?

Lembras-te daquele boneco
que, há anos, desesperava nos shoppings?
- Habla comigo! Habla comigo!

Hoje já ninguém fala!
Pões-te à janela do computador.
Embrulhas-te num papel de jornal.
Mandas SMS nos dias dos anos dele.

Estás perto do mundo
mas longe da palavra.

Privado dum abraço,
ausente dum sorriso,
abstémio dum copo partilhado com o grupo,
vegetas.

Enterra-te, ao menos!
Estás podre há muito tempo!

2010-03-23

JMarques - Penafiel

Estive a reler o poema do Aventino e ainda acho que é uma provocação ao nosso destino e comparei-o agora com trailer do filme "Contraluz" do Fernando Fragata, onde o Joaquim de Almeida com cara de uns ganásios de Alvarinho, afronta os joelhos e aponta uma arma cuspideira para dar um desfecho à vida. Valeu-lhe o ditoso GPS que se intromete e vai repetindo:"Faça inversão de marcha.Está na rota errada para o seu destino".Pena que o Vieira não tenha incluído ainda nesta rubrica a permissão de um ficheiro de audio para insistir com o Aventino e outros filósofos do destino para os formatar nessa mudança genial que contraria esse dogma da alma seminarística que parece não ter cura. "Porra", como blasfema de vez em quando o meu amigo Martins Ribeiro, façam inversão de marcha, mas não se enganem no caminho.
2010-03-23

Arsénio Pires - Porto

Encontro Nacional!

Já só dispomos de 4 quartos duplos e 1 single!

Nota: Devido à proximidade da visita do Papa a Portugal, não temos possibilidade de garantir mais quartos. Uma vez preenchidos os quartos que temos disponíveis, não podemos garantir alojamento.

Quer partilhar alguma informação connosco? Este é o seu espaço...
Deixe-nos aqui a sua mensagem e ela será publicada!

.: Valide os dados assinalados : mal formatados ou vazios.

Nome: *
E-mail: * Localidade: *
Comentário:
Enviar

Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório.

Copyright © Associação dos Antigos Alunos Redentoristas
Powered by Neweb Concept
Visitante nº