fale connosco


2010-05-02

Arsénio Pires - Porto

Juventude!

O nosso Encontro Nacional, em Alcobaça, foi um êxito!

Fomos 65 amigos e amigas!

Um Encontro cheio de Cultura!

Um Encontro cheio de Emoção!

Um Encontro cheio de Amizade!


Todos ficámos mais ricos.

Só perdeu quem não compareceu!

2010-04-28

A. Martins Ribeiro - Terras de Valdevez

Caro companheiro Peinado: felicito-o e agradeço-lhe o ter aparecido por este lugar; não é só estar a ouvir a música de palanque, mas também dançá-la quando é preciso. Bom amigo, se Deus quiser, lá estaremos no sábado para mais um dos nossos Encontros que, pela aragem, parece vir a ser falado. Sairei daqui dos Arcos por volta das 5 da manhã para chegar a bom tempo á Barrosa. Oxalá esteja um dia magnífico. Peço ao Vieira para afinar o seu instrumento (salvo seja) fotográfico que o meu, relativo ao vídeo, está perfeitamente operacional. Gostaria que o Samorinha aparecesse com uma segunda máquina, para as filmagens poderem ser captadas de mais, pelo menos, um ângulo. Até lá, abreijos para todos e todas!

2010-04-27

Peinado Torres - Porto

Bom dia caros companheiros. Tenho andado entretido a ler as prosas dos mais variados autores e esta minha abordagem é uma saudação para todos os AAAR e principalmente para todos os que se vão encontrar no próximo Grande Encontro em Alcobaça. Prometo voltar à vossa presença depois do dia 17 de Maio. Para os cavalheiros envio um fraterno abraço e para as damas um respeitoso ósculo (beijinho). Até breve.
2010-04-26

Arsénio Pires - Porto

Caros Aventino e JMarques.

De cousas diversas falais que não entendo mas suspeito serem sérias e dignas de registo.

Só da tal Soraia Chaves sei que ela é melhor atrás do que actriz!

E assim se diz aquilo que não se diz.

Já que aquela atriz

por pouco que não era meretriz!

Espero o Decálogo do Antigo Aluno.

Que ao menos a lei nos salve já que andamos pelas ruas.

Da amargura!

2010-04-26

A. Martins Ribeiro - Terras de Valdevez

Estou a ver que, neste nosso cantinho, a moenga vai boa, vai; muito animada mesmo. E, esconjurando o dislate num latim, necessariamente macarrónico, pôr-me-ei a berrar: “… porretorum nostrum", como é que alguém pode considerar o 25 de Abril como dia mais feliz da sua vida? Não o entendo, sobretudo porque estou nos antípodas de tal conceito que para mim foi, por sua vez, a data mais miserável que pôde acontecer a um português de verdadeira Lei: o fim da sua Pátria, provocado por uma inominável canalha; e se tal razão não bastasse já, outra haveria e não menos justificativa; também porque mexeu no meu bolso e me roubou o pouco que ainda tinha na carteira. Mas, enfim, são modos de ver e que um tanto relutantemente, é certo, terei de respeitar.

Concordo com o meu amigo J.Marques quando diz que o Alvarinho nunca podia germinar na Quinta da Barrosa e é verdade porque ele é produto exclusivo da minha terra e acho que o companheiro Aventino fez bem em se inscrever no curso da “acidez” do dito, porque, na facto, não casa bem com a gordura do presunto, para mais sendo o de Chaves. Lamento que tenha chumbado no teste das caricas e só lhe digo que o examinador, ao confundi-las com a maravilha da “crica”, está muito enganado pois não sabe o que é bom. Mormente se for (imagino) a da citada Soraya Chaves. 

Estava a apreciar e a folgar muito com a magnífica prosa do meu caro amigo Marques, porém, terei de desistir, pois ela enferma dum grande defeito; não tem credibilidade porque, e aqui dou razão ao nosso preclaro Arsénio, não passa da voz irreal e fantasmagórica de uma alma penada que, no meu entender, não é o mesmo que  depenada, caro Arsénio. Assim sendo, por muito que me custe e sem admitir mais desculpas, terei de ignorar o amigo Marques porque só se pode admirar quem se conhece e não é possível conversar com fantasmas a não ser em estado cataléptico.

Abraços!

Quer partilhar alguma informação connosco? Este é o seu espaço...
Deixe-nos aqui a sua mensagem e ela será publicada!

.: Valide os dados assinalados : mal formatados ou vazios.

Nome: *
E-mail: * Localidade: *
Comentário:
Enviar

Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório.

Copyright © Associação dos Antigos Alunos Redentoristas
Powered by Neweb Concept
Visitante nº