fale connosco


2010-04-25

JMarques - Penafiel

Caro Arsénio,

dei uma alegria enorme ao nosso colega Martins Ribeiro ao referenciar o nome da terra que tem a igreja românica de S.Salvador, Cabeça Santa e só por esse facto (nome) é defensável que o lugar à direita do Pai esteja assegurado, Ele que criou o mundo mas deixou para o homem a sua exclusiva manutenção e interferência no seu percurso. Em sua honra os homens construiram uma Igreja, que até hoje não souberam gerir e ela passou a ser mero instrumento de deambulação representativa do ser imperfeito que Deus criou.Criaram a figura do Espírito Santo para salvaguardar as costas e com isso sentiram-se deuses quase perfeitos, sabendo que Deus não mandaria outro filho à terra para os endireitar pois da última vez tinham-no crucificado entre 2 ladrões e não correria de novo esse risco.

Escolhi a direita do Pai por ter a certeza que o Martins Ribeiro nunca se sentaria à esquerda do que quer que fosse, tão abstémio que anda dessa esquerdalha que lhe consome a alma e por isso tive o cuidado de activar o sistema de reservas sem prazo .

Nem Camões o salva dessa peleja pois não basta dizer "meu Deus,meu Deus" e bater com a mão no peito.

Na mensagem discursiva do nosso colega Aventino, neste dia que lembra tanta coisa boa e tanta coisa má,chamou-me à sensibilidade as omoplatas da Soraya Chaves , um ser comestível e delicado que Deus criou em dia de inspiração divina e expiração humana, com tudo no sítio com excepção das ditas tatuagens.

Fico impaciente pela leitura do dito "Decálogo" desse ser truculento e desconchavado formatado nas quintas da Barrosa, onde nunca teriam sítio as videiras de Alvarinho por insano clima humanístico unidimensional, onde a seiva circulante transportava genes precisos de um pré destino irreversível mas engarrafável.

Raio de quinta demoníaca onde as cubas de carvalho ainda têm o lastro de outrora e as colheitas tiveram nome e jazem por aí espalhadas em "botelhas" com rolha de sobreiro, onde os aromas resistem sem liberdade de mudanças do sabor dos néctares.

Essa persistência é estrada com sentido único sem inversão de marcha mas onde se volta sempre ao princípio?

Ficarei curioso por esse destino traçado onde as linhas da vida levam marca gravada a fogo.

2010-04-25

AVENTINO - Porto

Queria escrever-vos sobre temas profundos, sérios, de grande relevância para a humanidade: sobre a inteligência e a qualidade do Presidente da República e do Primeiro Ministro; sobre as tatuagens que Sor Ai A Chaves (deve ser assim que se escreve) pensa fazer para o ano nas homoplatas, numa delas o pastel de chaves e na outra o pastel de belém (está apenas indecisa qual fica à esquerda e qual fica à direita); sobre a fotografia da última capa das revistas Lux, Gente e Maria; ou sobre os magníficos CD´s de Toy e Tony Carreira que comprei na feira de Vila Nova de Cerveira, à ciganada, hoje mesmo, no dia 25 de Abril, como uma prenda a mim próprio em comemoração dos 36 anos do dia mais feliz da minha vida. Queria falar-vos da conferência que o Cardeal  Saraiva Martins vai dirigir sobre a importância do "axim" e do "tchê" nos diálogos dos cardeais que irão integrar o próximo Consistório. E da palestra que Vital Moreira vai proferir na Freguesia de Mamarosa, em Oliveira do Bairro, subordinada ao tema " a influência da palha no Direito Constitucional Português". Do penteado de Beckam e dos brincos de Ronaldo; do tailleur de Manuela Ferreira Leite e do significado, em televisão, dos guinchos de Manuel Luis Goucha quando olha para a unha do seu dedo maior e vê como ela cresceu durante a noite. Queria falar-vos de tudo isto. Tentei, meditei e até, confesso, consultei muitos livros e a Internet; mas reconheço que não tenho capacidade. São temas para os quais se exige um curso superior, muitos anos de pensamento, cultura clássica e dias e dias seguidos mergulhado na Biblioteca Nacional. Inscrevi-me, ainda, num dos 11 076 343 cursos superiores de direito que há nas Universidades Portuguesas com a ideia de, no fim do primeiro ano do curso, abraçar a variante de especialidade de "como tirar uma boa cerveja em copo frio". Havia, depois as sub-variantes Super Bock e Sagres e  nestas, as sub-sub, em "fino", "principe" ou de "garrafa". Compareci ao exame de admissão. O teste consistia apenas em duas perguntas, a saber: escrever as palavras "direito" e "carica". A primeira, tinha que ser escrita três vezes e acertar uma delas, pelo menos; a segunda, escreveria quantas vezes quisesse, bastando que acertasse uma vez apenas. "Direito", escrevi bem; "carica", é que não. Escrevi "crica". Chumbei. Disseram-me que uma pessoa que vai tirar um curso de direito, na especialidade de "como tirar uma boa cerveja em copo frio" não pode escrever "crica". Agora inscrevi-me no curso "a combinação da acidez do Alvarinho/Palácio Brejoeira com a gordura do fumeiro de Chaves" e as coisas estão a correr-me bem: já distingo as diferenças entre a forma da garrafa e a forma do presunto. É esta a minha mágoa que convosco quero partilhar: como não sei escrever sobre estes temas tão profundos, escrevi-vos um "DECÁLOGO DO ANTIGO ALUNO REDENTORISTA". Coisa simples, depressiva, para meditar. Talvez um dia, guarde coragem para vo-lo revelar.    

2010-04-25

Arsénio Pires - Porto

Caro Martins Ribeiro:

Acompanho com gosto a tua peleja com o fugidio JMarques.

Alegra-te e rejubila por ele achar que se vai sentar à direita de Deus Pai.

Pelos vistos, talvez seja esta a única possibilidade de tu poderes dialogar com ele cara a cara! (Será que ele existe? Não será, acaso, uma alma penada que, o mesmo é dizer, uma alma cheia de penas?).

Um abraço.

 

2010-04-24

A. Martins Ribeiro - Terras de Valdevez

Caro amigo Marques:

você é de Cabeça Santa? Já lá estive e conheço perfeitamente. É uma magnífica localidade e, na altura que antes citei, também a fui visitar, tendo fotografado e filmado as suas preciosidades, sobretudo a sua igreja românica de S. Salvador. Fiquei maravilhado!  Felicito-o.

Agora, sem azedume: com galo ou sem galo, com luz ou sem luz, com óculos escuros ou sem eles, admiro a sua convicta fé em vir a sentar-se á direita de Deus Pai. Mesmo assim e se não arrepiar caminho, não leve a mal que duvide. Espero, contudo, que a sua fé se cumpra, pois que isso também a mim favorecerá, porque se tal não acontecer comigo, poderei então apelar ao Senhor, com certa “censura”, como o nosso primeiro Rei o fez com a finalidade de ser favorecido na batalha de Ourique e que Camões tão bem assinalou:

 

“… aos infiéis, Senhor, aos infiéis

e não a mim que creio o que podeis!”

 

Abraço!


2010-04-24

JMarques - Penafiel

Meu caro Martins Ribeiro,

Foi galo ter posto em causa o dito cujo, rijo e de boas carnes pois a terra dispensa falta de fé nos produtos genuínos e a dona deve ter dito baixinho de que quem desconfia não é sério, embora em boa verdade nem todo o que se diz crente tenha lugar assegurado à direita do Pai, pois à esquerda seria mesmo impossível.

A tal luz resplandecente é tão só apanágio de alguns, poucos, neste caso nascido em Cabeça Santa, na actual rua do Sonho e apreciador da boa gastronomia da região, adoçada com o bom pão de ló e acompanhado por verde branco fresco da quinta da Aveleda.

Fez bem em perguntar  pois aos curiosos de fora costumam dar boas respostas e ainda bem que se afugentou no velho cofre pois com tanto maldizer cá do rapaz de certeza que lhe deram boas voltas à chave para que servisse de exemplo às futuras gerações .É que a tal luz resplandecente, embora brilhando bem longe do seu ninho de origem, tem servido de guia aos bons caminheiros e a quem vive cego, indiferente às verdades que a própria Igreja, forçada, tem trazido a lume. E como se pode ler, quem tiver ouvidos que oiça e abra bem os olhos pois eles andam aí.

Quer partilhar alguma informação connosco? Este é o seu espaço...
Deixe-nos aqui a sua mensagem e ela será publicada!

.: Valide os dados assinalados : mal formatados ou vazios.

Nome: *
E-mail: * Localidade: *
Comentário:
Enviar

Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório.

Copyright © Associação dos Antigos Alunos Redentoristas
Powered by Neweb Concept
Visitante nº