fale connosco


2010-09-27

A. Martins Ribeiro - Terras de Valdevez

Caros companheiros e amigos:

Em aditamento ao meu tópico de há bocado, vou rectificar a data do repasto. Vai ser o dia 14 de OUTUBRO; agora definitivamente. De modo que os interessados devem programar a sua agenda de acordo com esta conformidade.

Abraços!

2010-09-27

Peinado Torres - Porto

Bom dia companheiros Li os escritos que os meus caros companheiros enviaram durante o corrente mês, boas e más notícias, a vida é assim, é o nosso FADO. E como não tive tempo antes de férias de comunicar com o ALEXANDRE e o GAUDÊNCIO, vou escrevinhar alguma coisa sobre o que eu já pensei e penso do FADO. Quer queiramos ou não, o FADO é a nossa canção Nacional. Eu que tive alguma educação musical ,durante nuitos anos não conseguia ouvir cantar o fado, pois encontrava nas letras todos os defeitos que o Gaudêncio descreveu, era só desgraças e tristezas acompanhado de ums música para os meus ouvidos melancólica e sem ritmo. Entretanto foram aparecendo novos intérpretes , com novo ritmo e orquestrado. A partir daí surge o Fado canção com outro estilo e ao qual eu fui aderindo, e até comecei a apreciar algum fafo tradicional interpretado pela Amália Rodrigues, Maria da Fé, Carlos Ramos, Alfredo Marceneiro e mais alguns. E o TANGO ? Sim, e o Tango meus amigos, não é o que o Sr José Sócrates quer dançar,falo do Tango argentino. As letras tal qual como Fado são só desgraças, histórias de faca e alguidar, no entanto a componente musical tem vivacidade, é para mim extraordinária. Para mudar de assunto passo a propor aos meus caros companheiros que tiveram a pachorra de ler este meu escrito que me ajudem a compreender o verdadeiro motivo que levou o Papa Bento XVI a condecorar o Sr Cavaco SIlva e Esposa, o Sr josé Sócrates mais alguns, terá sido pela promolgaçáo da lei que permite o casamento entre homossexuais? Se foi pela recepção que os PORTUGUESES lhe prestaram , então deveria condecorar PORTUGAL. Estava a esrevinhar este texto e recebi uma mensegem do meu caro amigo e companheiro MARTINS RIBEIRO a propor o almoço do célebre cabrito para 15 de Outubro p.f., vamos a isso companheiros , posso transportar mais quatro , e se me derem boleia também fico agradecido. Voltarei
2010-09-27

A. Martins Ribeiro - Terras de Valdevez

Caros companheiros e amigos:

Dirijo-me a todos mas, principalmente, ao "cabriteiros" para informar de que, após diversas tentativas de conjugação de datas para a prometida cabritada aqui nos Arcos, parece que, finalmente, a coisa se compôs; dessa forma e de minha iniciativa, fica marcado o dia 15 do próximo mês de Outubro, uma sexta feira, para realização do evento. Ide pensando na vossa vidinha e se, porventura, surgirem mais incompatibilidades em tal sentido, podeis chiar mais uma vez, pois haverá ainda tempo para as harmonizar; isto sem prejuízo de um contacto telefónico dirigido aos interessados.

Agora outro assunto: após o último tópico do Arsénio aqui publicado, já dei a volta ao mundo e verifico que mais ninguém tem aparecido, o que é mau. Estou como alguém disse e que eu li, não me recordo onde: "… então ninguém conspira?" Parece-me que só aparecem por aqui os "camaradas" de sofá. Vamos lá animar isto que as vindimas estão a acabar!

Um abraço a todos!

2010-09-20

Arsénio Pires - Porto


Temos ouvido e lido algumas afirmações sobre o passado de Bento XVI no “exército nazi alemão”, não de todo condizentes com a verdade dos factos. Algumas dessas afirmações pretendem, até, conotar o Papa com o regime nazi.

Para quem interesse, eis a verdade histórica.

Em 1943, Ratzinger, com 16 anos, foi incorporado, pelo alistamento obrigatório, no Exército Regular Alemão, e não numa Divisão SS, numa unidade da Wehrmacht encarregada da bateria de defesa antiaérea da fábrica da BMW nos arredores de Munique, sendo transferido depois para Unterförhrin e Gilching, ao norte do lago Ammer.

Ratzinger foi dispensado em 10 de Setembro de 1944 do serviço na bateria antiaérea de Gilching e poucos dias depois foi enviado compulsivamente para um campo de trabalho em Burgenland , na fronteira da Áustria com a Hungria e a Checoslováquia para realizar trabalhos forçados. Depois foi incorporado no quartel de infantaria em Traustein, mas desertaria pouco tempo depois de lá chegar.

Com a rendição alemã em 8 de Maio de 1945, o jovem Ratzinger foi recolhido preso no campo aliado de concentração de prisioneiros em Bad Aibling, com mais de quarenta mil prisioneiros e foi libertado em 19 de Junho, apenas dois meses depois de ter completado os dezoito anos.

Ratzinger foi ordenado padre apenas em 1951 e, portanto, nunca desempenhou funções eclesiásticas no decorrer na II Guerra Mundial.

2010-09-16

Arsénio Pires - Porto

Faleceu hoje o pai do Manuel Vieira, nosso colega e presidente da Associação.
O funeral é no sábado, dia 18, às 16 horas, na igreja de Fão (Esposende).


Ao Vieira apresentamos os nossos sentimentos e deixamos, aqui, o nosso abraço amigo.

Quer partilhar alguma informação connosco? Este é o seu espaço...
Deixe-nos aqui a sua mensagem e ela será publicada!

.: Valide os dados assinalados : mal formatados ou vazios.

Nome: *
E-mail: * Localidade: *
Comentário:
Enviar

Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório.

Copyright © Associação dos Antigos Alunos Redentoristas
Powered by Neweb Concept
Visitante nº