fale connosco


2016-12-19

António Manuel Rodrigues - Coimbra

Mesmo os mais distraídos já terão dado conta que está chegando o Natal.

Se fosse eu O Tal Menino, depois de festas tão longas e tantos Pais Nata, este ano amuava e não aparecia por cá.

Mesmo que não houvesse vaquinha nem burriquita nem, sequer, uma cabrinha, mesmo assim, deixava-me estar por lá. Uma mãe, o aconchego de seu colo fofinho e uma ou outra mulher solidária nunca faltaram a ninguém. A ansiedade paternal pouco dura e pouco ajuda. Tempos houve em que, retirados do local, depois de tudo compostinho, lhes era levada a boa notícia.

Neste ano, isto seria assim se eu fosse o menino. Sendo Ele Quem é, dadas as provas sobejas de não ter emenda cá O receberemos de novo. Assim sendo, um bom Natala para todos vós e para todas aquelas boas pessoas que vos acompanham e/ou aturam.

António Manuel Rodrigues


2016-12-19

Arsénio Sousa Pires - Porto

A PALMEIRA 40 está a chegar a tua casa.

 

BOA LEITURA!

 

Se não disseres nada, é sinal de que não gostaste.

Mesmo assim, a Equipa Coordenadora agradece o teres pegado nela!

2016-12-03

Arsénio Pires - Porto

NOVIDADE

Saiu a revista MÍRIAM online. Bela apresentação e muito bom conteúdo!

Quem estiver interessado em espreitar, pode fazê-lo aqui:

(copiar e inserir este link)

http://cssr.pt/ficheiros/MIRIAM_ONLINE_01.pdf

Alguns dos nossos colegas sugeriram este caminho para a Palmeira!

2016-11-22

Arsénio Sousa Pires - Porto

FALECIMENTO

Faleceu, no passado dia 27 de Outubro, o nosso ex-colega Manuel Maria Monteiro.

Morava no Estoril e tinha 84 anos.

Entrou no seminário de Cristo Rei em Setembro de 1945 e aqui fez o 6º ano.

Ultimamente já não vinha aos nossos Encontros mas comunicava frequentemente connosco sobretudo para pagar as suas quotas e contribuir para a Palmeira.

À sua família e, em especial à D. Maria Alzira, sua esposa, os nossos sinceros sentimentos.

2016-11-20

António Manuel Rodrigues - Coimbra

Peço-vos que na despedida predilecta, utilizada na minha entrada no fale connosco, do dia 12/11/2016, leiam: Valete, fratres. O que lá está grafado é uma asneira de todo o tamanho e indesculpável.

 

Permitam-me quatro notinhas:

 

Ø  No latim clássico não havia a consoante v. Apenas a semivogal u. Ex.: uir e não vir; uulnus ou uolnus e não vulnus.

 

Ø  Segundo o Horácio, Arte poética, verso 359, “…quandoque bonus dormitat Homerus (de vez em quando (até) o bom Homero dormita.

 

Ø  Um dos nossos fez o favor de me alertar. Agradeço.

 

Ø  Onde leram: “manha”, leiam: manhã. E onde está: “venha a se exíguo…” leiam: venha a ser exíguo.

 

Ualete, fratres.

Quer partilhar alguma informação connosco? Este é o seu espaço...
Deixe-nos aqui a sua mensagem e ela será publicada!

.: Valide os dados assinalados : mal formatados ou vazios.

Nome: *
E-mail: * Localidade: *
Comentário:
Enviar

Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório.

Copyright © Associação dos Antigos Alunos Redentoristas
Powered by Neweb Concept
Visitante nº