fale connosco


2012-04-29

Assis - Folgosa - Maia

Amigos: Saúde e boa disposição...

Estou aqui apenas para vos dizer que, por causa do atraso por parte da agência do ISBN, o romance "O Peregrino" do nosso amigo Luís Guerreiro, que tem por base a viagem do Pe. Henri Le Boursicaud "Paris/Roma a pé", não chegou a ser lançado no dia 27 de Abril como estava planeado. O lançamento do mesmo passou para o dia 18 de Maio próximo segundo me informou hoje o autor.

Desde já, vos digo que é um romance com interesse e que nos ajudará a conhecer melhor a história da Igreja. Não deixem pois de o ler quando chegar a Portugal.

O meu abraço fraterno

 

 

2012-04-27

A. Martins Ribeiro - Terras de Valdevez

Depois de ter acabado o filmezito sobre o passeio de Messines e de o ter publicado no YouTube fiquei com o tempo mais livre e então aqui estou a dizer algumas palavras sobre esse evento. Foi uma confraternização muito bonita, muito concorrida e muito alegre. Na casa do companheiro Delfim viveram-se momentos de grande cultura com o sarau musical que nela nos foi presenteado. Bom pianista e vozes de muita qualidade que nos aqueceram duma aragem fria e cortante e nos fizeram esquecer o adiantado da hora em que terminou. Foi um passeio generoso, muito bem organizado e que nos proporcionou a oportunidade para fruir amizades, revisitar locais outrora percorridos, sonhar com moiras encantadas, sorver o ar da brisa com o perfume da maresia ali tão perto. Esta jornada teve tudo de bom, porém, e como não existe nada perfeito neste mundo nem nas acções do Homem, também aqui friso apenas e no meu entender um aspecto negativo, embora de pouca monta: a longa e fastidiosa monotonia da viagem para aqueles que vieram do norte, agravada pela limitação legal da velocidade permitida ao autocarro e pela triste ideia que alguém teve, em certo ponto do percurso, de difundir para todos a melodia da detestável e vomitiva "Grândola qualquer coisa morena", canção desacreditada por trinta e tal anos de atropelos políticos, senha que pretendeu abrir as portas á Liberdade mas que apenas as escancarou a bandos de perigosos ladrões e cochinos parasitas. É o que sinto! Quanto a tudo mais, valeu a pena!

2012-04-25

Assis - Folgosa - Maia

Bom Dia para todos/as neste belo Dia de LIBERDADE, ainda que nestes tempos ameaçada...

O Peinado acaba sempre com o seu "Voltarei". E eu, faço-o também meu e por isso já cá estou. E, como não podia deixar de ser, para "dar" duas linhas de conversa sobre o nosso belo passeio à Terra das Moiras Encantadas e dos moiros...terra de que tanto nos 'palrou', mas sempre com Sabedoria, o incansável Alex. - Terra  de "INUTILIDADE"...sem armas, mas de Poesia e Fraternidade, qualidades tão bem expressas pela mão dos nossos queridos amigos Dulce e Delfim. - Não estou aqui para lhes agradecer... o que se dá de coração não se agradece, recebe-se e logo se volta a repartir por quantos estejam dispostos a Receber... Entre o dar e o receber - em Dons - não existe qualquer divergência. O Pão foi irmamente repartido. O da boca e o da cultura. Está pois a nossa AAAR de parabens... Pena que não tenham estado presentes, e saboreado (a sua raiz é de sabedoria) esse Pão, tantos/as que não puderam, ou mesmo não desejaram. "O caminho faz-se caminhando" como diz o poeta... É bom que ninguém seja margionalizado, mas também que se não marginalize. Não estamos já em idade de preconceitos...Urge pôr os pés em marcha...

Permiti, amigos/as, uma palavra mais e, como é natural, para a sessão cultural. - Já escutei duas vezes o disco da extraordinária cantora Ana Madalena, a quem já me atrevi expressar o meu encantamento e até chamar-lhe de "Amiga Ana". A sua audição levou-me novamente até ao recanto acolhedor da Dulce e do Delfim. Ali, deleitados, bebemos o doce mel da Cultura. Primeiramente a exposição clara do nosso associado Pedrosa; depois, os acordes sonoros de piano pelo também associado Amadeu, que agora esperamos ver com mais frequência; e, claro, o Canto e o Encanto, de vozes doces, longamente trabalhadas, estou certo, das nossas "Amigas" Jacinta e Ana. A promessa de 'mais' ficou no ar, de parte-a-parte, já que um Laço de Amizade todos ali nós desenhámos. Um laço que o tempo irá certamente fortalecer e colorir. Ficou no ar com as nossas palmas, mas ficou sobretudo em todos os corações.  Aleluia !

 

2012-04-23

Peinado Torres - Porto

Boa tarde amigos e companheiros Messines já foi. E como a austeridade se impõe, vou ser muito brave. Fiquei deveras admirado com o efeito catalizador que AAAR possui. Atravessar o país de lés a lés para confraternizar é obra, e não foram 10 nem vinte foram 66, não fomos ver o MAR, não fomos ver o PAPA, nem sequer o HULK, fomo-nos confortar uns com os outros, fomos recebidos com todo o carinho pelo casal DELFIM, e prendados com um magnífico concerto da ORQUESTRA FILARMONICA DE VIENA, e pela EXCELENTE actuação de duas cantoras líricas de alto gabarito, pelo pianista também ex-recludo da quinta da Barrosa devidamente apresentado por um dos expoentes máximos da música, nosso amigo e colega JOSÉ MARIA PEDROSA. O ALGARVE NÃO É A 600 kMS DO PORTO, NEM A 700 DOS ARCOS NEM A 900 de Macedo do Mato. O Algarve foi já ali, não houve distâncias, houve uma força mobilizadora que um grande nmúmero de amigos e amigas tiveram para corresponder à chamada dos ANFITRIÃES. dEPOIS DE UMA JORNADA DESTAS, nada vai ser como foi. Vai haver muito mais presenças, muito mas iniciativas e muita alegria e desejo de VIVER E CINVIVER UM ABRAÇO PARA TODOS voltarei
2012-04-23

Arsénio Pires - Porto

Regressámos do nosso encontro em Messines, no paraíso do Delfim.

Fomos 66.

Foi maravilhoso! Porque operou maravilhas de norte a sul reunindo cristão e mouros numa saudável e pacífica convivência.

Foi amoroso! Porque o Delfim e a Dulce nos acolheram, no seu edílico recanto, de braços abertos, mesa farta, música eterna e ternura infinita.

 

Que beleza de sítio! Que calor de recepção!

Ficaremos sempre convosco, amigos, no fundo do nosso coração. (Olha… rimou!).

 

Foi miraculoso porque o cicerone Alex conseguiu que percorrêssemos 2 quilómetros em 800 metros!

 

Que mais dizer?

As palavras estão a mais quando a emoção nos invade!

Delfim e Dulce, gostamos muito de vós!

Quer partilhar alguma informação connosco? Este é o seu espaço...
Deixe-nos aqui a sua mensagem e ela será publicada!

.: Valide os dados assinalados : mal formatados ou vazios.

Nome: *
E-mail: * Localidade: *
Comentário:
Enviar

Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório.

Copyright © Associação dos Antigos Alunos Redentoristas
Powered by Neweb Concept
Visitante nº