fale connosco


2012-09-10

Ismael Malhadas Vigário - Gualtar- Braga

O nosso encontro em Gaia/2012

Era Setembro e o calor parece que tinha passado, havia uma nuvem de chuva que humedecia os cabelos. Ainda ontem era abafado e barafustávamos com o tempo.  O tempo hoje é de encontro, de revisitação de antigos e sempre novos colegas. Descobrimo-nos sempre que nos encontramos e as sensações têm a cor da luz e do sorriso e da fala e do diálogo rasgado. Deixámos o quotidiano e remontámos a um espaço e a uma emoção antiga e agora e quase sempre renovada. Passamos mais envelhecidos, mas com o peso e o sabor dos novos e antigos tempos vividos. Somos os mesmos, mas já diferentes, o tempo ainda é de oiro e continua a bafejar-nos a sorte de palmilharmos os caminhos antigos e agora revisitados.  A nossa vida ainda sabe a mosto e sentimos a duração das coisas quase perfeitas. Mas o bom daquela tarde foi ouvir e sentir a memória narrativa do Freitas Escaleira a propor a decantação do ser, do nosso ser.  Mostrou-nos uma travessia, a dele, mas a nossa também se acoplou. E quando o Freitas desfiava as suas contas, todos nos deixávamos guiar pelos seus passos: pelas fantasias musicais, pela vida feita de poesia, pela procura da verdade mesmo que a voz já fosse rouca de tanto a esmerilhar. Obrigado Freitas pela tua vida feita de poesia, de reflexão, de estudo dos clássicos gregos e da Bíblia. À noite, ao jantar, ainda continuaste a desfiar a tua meditação heurística dos textos bíblicos. Em que situações é que se pode revelar um ser? À família, a um amigo especial. Aqui a relevação fez-se a um auditório de amigos e viveu-se a confiança do auditório e do prelector.

A missa culminou o nosso encontro. A nossa emoção rebentou na fala do Francisco de Assis que deixou que a verdade falasse mais alto, apesar da formalidade protocolar do divino sacrifício. Humanizou-se a mesa e os comensais partilharam uma palavra e um sangue que o sentir de todos tornou o dia mais quente dos nossos corações. O Pe. Faustino esteve impecável e partilhou connosco a ideia de que todos somos divinos.

2012-09-09

Arsénio Pires - Porto

Encontro Nacional.

Tudo muito bonito.

Mas, do que mais gostei foi de dar um GRANDE ABRAÇO ao nosso Peinado!

Por mim, o Encontro podia acabar ali!

2012-09-07

Assis - Folgosa - Maia

Ora, então, venham daí todos a Gaia e cantemos o HINO... De barriga vazia será impossível, mas de barriga cheia e com um bom vinho, já não será difícil cantar... mas cuidado com as indigestões...

E lembremos todos aqueles que embora desejassem fazer parte do nosso coro, por algum mal, ou por outra qualquer razão, não poderão acompanhar-nos...

Até breve

2012-09-06

Aventino - PORTO

Finalmente, "a coisa" começou a funcionar. Fala-se em repasto e os nossos AAR´s entendem a linguagem e participam. Cantemos, pois, que o nosso povo está vivo. Venham mais sugestões.

2012-09-03

Jose de Castro - Penafiel

QUEM DIZ QUE A BOA MESA NÃO É TEMA?

CAROS AAAR'S:

POIS NÃO É QUE AO FALAR DO "MIRANDÊS" LOGO COMECEI A "ESPUMAR"?

AINDA NÃO PASSOU UM MÊS EM QUE TAMBÉM EU POR AÍ ESTACIONEI ALGUNS DIAS. CLARO QUE PAGO AGORA COM UMAS BOAS BARRIGADAS DE FOME QUE TÊM POR FIM O EQUILÍBRIO DOS PRATOS DA BALANÇA...

A MINHA INTERVENÇÃO É ALÉM DO MAIS, PARA PRECISAR UM PEQUENO PORMENOR; É QUE "O MIRANDÊS" HOJE JÁ SE ESTENDEU PARA FORA DA CIDADE VELHA, O QUE SIGNIFICA QUE OS MEUS CAROS AMIGOS QUE POR LÁ DECIDAM PASSAR, TÊM QUE DECIDIR SE VÃO AO EDIFÍCIO MAIS RECENTE, À ENTRADA DE MIRANDA PARA QUEM CHEGA DOS LADOS DE SENDIM, COM ESPAÇO PARA TODOS MAS NA MINHA OPINIÃO SEM O CALOR DA CASA MÃE, OU SE POR OUTRO LADO PREFEREM O RESTAURANTE ORIGINAL, QUE SE ENCONTRA DISCRETAMENTE ANICHADO MUITO PRÓXIMO DA ENTRADA PARA A CIDADE VELHA. A SUA ENTRADA É TÃO DISCRETA QUE AO FORASTEIRO MENOS ATENTO PASSA DESPERCEBIDA, OU PIOR AINDA, O PODE DEIXAR DESCONFIADO DAS CONDIÇÕES DE ACOLHIMENTO E DO REPASTO QUE OFERECE.

POIS ESTE É O MEU MIRANDÊS! UMA POSTA, É O CARTÃO DE VISITA DA CASA. MAS PARA AQUELES QUE NÃO APRECIAM ESSE MANJAR PODEM TAMBÉM PEDIR À CONFIANÇA, UMA POSTA DE BACALHAU NA BRASA E FICARÃO ADMIRADOS COM O PRATO COM QUE SÃO BRINDADOS. É QUE ESTA CASA, SABE QUE OS EMIGRANTES CHEGAM TAMBÉM COM MUITA SAUDADE DE UM BOM BACALHAU E PRIMA ASSIM POR OS RECEBER COMO MERECEM, COM ESSE SABOR TÃO PORTUGUÊS.

PODERIA FALAR-LHES TAMBÉM DA "GABRIELA" EM SENDIM MAS HOJE É UMA PÁLIDA SOMBRA DO PASSADO, APESAR DE A POSTA AINDA O SER.

OU ENTÃO NUMA VISITA QUE VENHAM A FAZER A MOGADOURO, EM DIA DE INVERNO, PASSEM NA "LAREIRA" E PODEM ATÉ CONTROLAR A VOSSA POSTA, ACOMPANHANDO SE ESTÁ OU NÃO BEM PASSADA, POIS TODO O PROCESSO DECORRE NAS BRASAS QUE TAMBÉM SERVEM PARA VOS AQUECER.

COMO PODEM IMAGINAR SOU UM AMANTE DESSE MANJAR. PARA MIM... MAL PASSADA!

AQUI FICAM AS DICAS.

POR LÁ ANDAREI MUITO EM BREVE. MAS... CASAMENTOS E BAPTIZADOS SÓ VÃO OS QUE SÃO CONVIDADOS.

PARA OS MEUS AMIGOS UM ABRAÇO E ATÉ JÁ!

Quer partilhar alguma informação connosco? Este é o seu espaço...
Deixe-nos aqui a sua mensagem e ela será publicada!

.: Valide os dados assinalados : mal formatados ou vazios.

Nome: *
E-mail: * Localidade: *
Comentário:
Enviar

Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório.

Copyright © Associação dos Antigos Alunos Redentoristas
Powered by Neweb Concept
Visitante nº