fale connosco


2012-09-11

manuel vieira - esposende

Mais um Reencontro em Gaia...

O Ismael focaliza pontos  fortes que marcaram o dia de sábado e os porquês.

O Arsénio toca num ponto que sensibilizou muito o grupo.

A presença do Nelson Pais refrescou o grupo e consolida...

O Freitas Escaleira abriu um novo ciclo de testemunhos que evidenciam o nosso capital humano...

Senti-me bem, muito bem...

2012-09-10

Ismael Malhadas Vigário - Gualtar- Braga

O nosso encontro em Gaia/2012

Era Setembro e o calor parece que tinha passado, havia uma nuvem de chuva que humedecia os cabelos. Ainda ontem era abafado e barafustávamos com o tempo.  O tempo hoje é de encontro, de revisitação de antigos e sempre novos colegas. Descobrimo-nos sempre que nos encontramos e as sensações têm a cor da luz e do sorriso e da fala e do diálogo rasgado. Deixámos o quotidiano e remontámos a um espaço e a uma emoção antiga e agora e quase sempre renovada. Passamos mais envelhecidos, mas com o peso e o sabor dos novos e antigos tempos vividos. Somos os mesmos, mas já diferentes, o tempo ainda é de oiro e continua a bafejar-nos a sorte de palmilharmos os caminhos antigos e agora revisitados.  A nossa vida ainda sabe a mosto e sentimos a duração das coisas quase perfeitas. Mas o bom daquela tarde foi ouvir e sentir a memória narrativa do Freitas Escaleira a propor a decantação do ser, do nosso ser.  Mostrou-nos uma travessia, a dele, mas a nossa também se acoplou. E quando o Freitas desfiava as suas contas, todos nos deixávamos guiar pelos seus passos: pelas fantasias musicais, pela vida feita de poesia, pela procura da verdade mesmo que a voz já fosse rouca de tanto a esmerilhar. Obrigado Freitas pela tua vida feita de poesia, de reflexão, de estudo dos clássicos gregos e da Bíblia. À noite, ao jantar, ainda continuaste a desfiar a tua meditação heurística dos textos bíblicos. Em que situações é que se pode revelar um ser? À família, a um amigo especial. Aqui a relevação fez-se a um auditório de amigos e viveu-se a confiança do auditório e do prelector.

A missa culminou o nosso encontro. A nossa emoção rebentou na fala do Francisco de Assis que deixou que a verdade falasse mais alto, apesar da formalidade protocolar do divino sacrifício. Humanizou-se a mesa e os comensais partilharam uma palavra e um sangue que o sentir de todos tornou o dia mais quente dos nossos corações. O Pe. Faustino esteve impecável e partilhou connosco a ideia de que todos somos divinos.

2012-09-09

Arsénio Pires - Porto

Encontro Nacional.

Tudo muito bonito.

Mas, do que mais gostei foi de dar um GRANDE ABRAÇO ao nosso Peinado!

Por mim, o Encontro podia acabar ali!

2012-09-07

Assis - Folgosa - Maia

Ora, então, venham daí todos a Gaia e cantemos o HINO... De barriga vazia será impossível, mas de barriga cheia e com um bom vinho, já não será difícil cantar... mas cuidado com as indigestões...

E lembremos todos aqueles que embora desejassem fazer parte do nosso coro, por algum mal, ou por outra qualquer razão, não poderão acompanhar-nos...

Até breve

2012-09-06

Aventino - PORTO

Finalmente, "a coisa" começou a funcionar. Fala-se em repasto e os nossos AAR´s entendem a linguagem e participam. Cantemos, pois, que o nosso povo está vivo. Venham mais sugestões.

Quer partilhar alguma informação connosco? Este é o seu espaço...
Deixe-nos aqui a sua mensagem e ela será publicada!

.: Valide os dados assinalados : mal formatados ou vazios.

Nome: *
E-mail: * Localidade: *
Comentário:
Enviar

Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório.

Copyright © Associação dos Antigos Alunos Redentoristas
Powered by Neweb Concept
Visitante nº