fale connosco


2019-12-24

José Manuel Lamas - Navarra - Braga

 

          Com amizade e consideração 

          Por e para todos em geral 

          Do fundo do coração

          Desejo boas festas _ feliz natal  .

 

 

2019-12-22

manuel vieira - Esposende

Caros amigos,

mais um Natal que se adiciona à vida de cada um, vida que é um livro  de tantas lembranças ...
Natal é Festa da família e com ela forçamos e reforçamos as emoções, a que adicionamos as cores noturnas das luzinhas cintilantes, juntamos os aromas da mesa, abrimos os sorrisos e os abraços.
Esperamos pelo Ano Novo e fazemos bons augúrios para que a nossa Associação seja a fonte de mais entusiasmos , mais energias ...
A cada um eu envio o meu abraço e os Votos de Festas muito Felizes.

Manuel Vieira
2019-12-18

Aventino - Porto

PATXI, PATXI, PATXI, PATXI, PATXI, PATXI, PATXI, PATXI, PATXI, PATXI, PATXI, PATXI, PATXI, PATXI, PATXI, PATXI, PATXI, PATXI,

PATXI, PATXI, PATXI,

"déjame escuchar las olas,

al romper sobre la roca.

déjame morir, vivendo,

o déjame vivir la vida"

ADION, ADION, ADION, ADION, ADION.

2019-12-09

Arsénio de Sousa Pires - Porto

Depois deste tão belo e inocente poema do Aventino sobre o António Pina (ou sobre a morte?), será melhor deixar um longo espaço de silêncio. (Também eu privei, algumas vezes, com o António Pina...). 

SILÊNCIO.


Depois, venho dar-vos conhecimento do nosso Almoço de Natal.

FOMOS 21 À VOLTA DA MESA.

Às vezes desce a amizade

sobre nós

como as folhas deste outono

sobre as ruas desgastadas da cidade.

Desejos ocres de passadas primaveras

no inverno da nossa longa idade.

(As fotos deste nosso Almoço foram colocadas na página da PALMEIRA no Facebook)

2019-12-08

Aventino Pereira - Porto

POEMA INFANTIL PARA ADULTOS

 

Encontrei o Pina no Orfeuzinho.

Em que pensas, Pina?

Oh!

Num poemazinho!

 

Encontrei o Pina à porta do tribunal.

Julgamento?

Vamos entrar?!

Oh! Não, não, vou fugir. Vou faltar.

Aventino, leva-me ao jornal.

 

Última vez.

Encontrei o Pina, pela última vez, no Orfeuzinho.

Estás a poetar?

Sim; sobre a morte e a busca da sorte

de a encontrar.

 

NOTAS:

1.       Manuel António Pina frequentava, com alguma regularidade, o Café Orfeuzinho na Rua Júlio Dinis, no Porto.

2.      Manuel António Pina foi meu contemporâneo em Coimbra, foi advogado durante uns curtos anos e o exercício dessa profissão trazia-lhe, quase sempre, um grande sofrimento emocial.

3.      Manuel António Pina foi jornalista no Jornal de Notícias do Porto e quando me refiro ao “jornal” refiro-me ao Jornal de Notícias.

4.      Manuel António Pinto morreu uns dias depois do nosso último encontro no Orfeuzinho.

 

 

Quer partilhar alguma informação connosco? Este é o seu espaço...
Deixe-nos aqui a sua mensagem e ela será publicada!

.: Valide os dados assinalados : mal formatados ou vazios.

Nome: *
E-mail: * Localidade: *
Comentário:
Enviar

Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório.

Copyright © Associação dos Antigos Alunos Redentoristas
Powered by Neweb Concept
Visitante nº