fale connosco


2013-04-22

A. Martins Ribeiro - Tonerivus@me.com

Como estamos em maré de poesia e para animar (e parece que a coisa vai mesmo animando) aqui vão mais uns versinhos:

 

 

CANTILENA DO MEU FADO

 

Quando era ainda menino

Sem sonhos nem desatino

Levaram-me p'ra Barrosa

Para estudar e ser gente

Ficando tudo contente

Com saída tão airosa.

Sem queixumes nem apuros

Nem sequer triste fiquei

Que ás regras desses muros

Depressa me acomodei.

 

Passavam os anos,

O tempo andava

E sem desenganos

Ali me quedava

Feliz  e vivendo. 

Sorrindo e jogando

Com meus companheiros

E saber ganhando

Em dias inteiros,

Assim fui crescendo.

 

Mas um dia este sujeito

Que já era um homem feito

Esfriou na devoção;

E o reitor que era zote

Veio logo com o mote:

Você não tem vocação.

Chamando-me ao gabinete,

Num tom final e alarve

Assentou-me um raspanete

E expulsou-me da Irmandade.

 

Passavam os anos

O tempo andava

E com desenganos

Já só trabalhava

Lutando e temendo.

Sem meus companheiros

Que tinham sumido:

Em dias inteiros,

Inquieto e perdido

Assim fui 'squecendo.

 

Cheguei ao cabo do mundo

Como fosse um vagabundo,

Incerto e sem qualquer norte:  

Mas travando o meu combate

Ganhei um forte acicate

Para cumprir a minha sorte.

Entre alegrias e p'rigos

Não parei de labutar,

Recuperei os amigos

E pude, enfim, descansar.

 

Passavam os anos

O tempo andava:

E mais desenganos

Era o que ficava, 

Cansando e gemendo.

Entre os companheiros

Já reencontrados

Em dias inteiros,

Despreocupados,

Assim vou morrendo.

 

Arcos, Abril de 2013

 

2013-04-22

ANTÓNIO GAUDÊNCIO - LISBOA

Para ser breve, começo por dispensar eventuais considerandos à proposta do Arsénio e avanço com uma nova para ver se pega.

Como  este ano (2013 ) comporta um número aziago para os superticiosos ( o 13 ) e dado o "adiantado da hora", eu proponho que se passe por cima deste ano, sem fazer grandes ondas, e comecemos a preparar já  o próximo ENCONTRO NACIONAL DE 2014. Como não quero que me chamem um provocador chocarreiro, garanto-vos que estou a falar a sério e é isto mesmo o que penso sobre o problema.

Mudando de agulha vou entrar noutro assunto. Mas antes quero fazer uma declaração de interesses : vou falar do caso porque alguém me pediu para o fazer embora eu, sem ser totalmente um desinteressado, não me sinta envolvido no mesmo. Ora vamos lá!!!

Veio o amigo Cabral, há poucos dias, anunciar que tinha regressado das berças, falando de andorinhas e do seu (delas) solar, etc, etc, mas a propósito dos tais garrafões de prova, prometidos e exigidos para ser admitido na CONFRARIA DO ESGOTA, é que não vimos os ditos nem ouvimos nada sobre eles. Com se dizia em justicês militar : "aos costumes disse nada"

Posto isto fica o meu conselho : apressa-te e despacha-te, amigo Cabral, a cumprir o prometido. Por isso, nem que tenhas de voltar a Porto de Ovelha, a pé ou montado num rocinante esquálido e ossudo, vai mas volta e  traz os tais garrafões para entregares aos mordomos da Confraria para eles aferirem se reunes as  condições para seres admitido nesse " antro " onde tudo cheira a vinho e a aguardente ( mas tudo de boa cepa, ou como quem diz, tudo de excelente qualidade pois mixórdia não se tolera )

Tenho reparado que o site vai tendo uma animação regular mas houve uma coisa ( aliás um pedido do Arsénio ) em que quase todos falhámos. Digo quase todos porque houve ou dois companheiros que tiveram o cuidado de comentar o último número da Palmeira. Mas os que ainda o não fizemos ainda estamos a tempo de expressarmos o que sobre ela pensamos. Eu hoje já não o vou fazer mas fá-lo-ei numa próxima intervenção.

Saudações para todos com muitas andorinhas e, com mais uma novidade da primavera, com muitas papoilas vermelhinhas que nesta altura salpicam os nossos campos e trigais e que dão um colorido insuperável ao horizonte. Gosto do vermelho delas. ( HONNI SOIT QUI MAL Y PENSE ) ou seja, não quero nada com os "lampiões" ........    

2013-04-22

JOSÉ MANUEL LAMAS - NAVARRA - BRAGA

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                              PARAFRAZEANDO O ARSÉNIO                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                  E O ENCONTRO NACIONAL  2013 ?

2013-04-22

JOSÉ MANUEL LAMAS - NAVARRA - BRAGA

Dando continuidade à animação que por aqui vai e desde já saudando a todos, agradeço ao Cabral, o aplauso pela guarda dos ninhos de andorinha. Ó Cabral, quem merece muitos aplausos és tu, porque enquanto a tua casa tem 16 ninhos à tua guarda, a minha só tem 5. Quanto à água das pedras na cozedura dos grêlos , nada do outro mundo, pois o Manuel Vieira na cozinha, é um autentico cozinheiro GOURMET.

2013-04-21

Aventino - PORTO

ENCONTRO 2013

Deixo-vos aqui uma sugestão para o local do GRANDE ENCONTRO 2013:

RÉGUA. Peso da Régua.

E a equipa? Três AAR´s, como ficou deliberado na Assembleia Geral de 2012. É certo que, tal qual ficamos todos a saber, NÃO há ACTAS dos Grandes Encontros Anuais da Associação! Só a MEMÓRIA dos que ainda vivem. E o que dirão de nós os vindouros que queiram ler as actas?

RÉGUA? Serve?

Quer partilhar alguma informação connosco? Este é o seu espaço...
Deixe-nos aqui a sua mensagem e ela será publicada!

.: Valide os dados assinalados : mal formatados ou vazios.

Nome: *
E-mail: * Localidade: *
Comentário:
Enviar

Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório.

Copyright © Associação dos Antigos Alunos Redentoristas
Powered by Neweb Concept
Visitante nº