fale connosco


2013-05-15

António Peinado Torres - Porto

Bom dia companheiros!

Parece-me que os meus amigos ainda não entraram na Primavera, se calhar é por ainda não terem visto as ANDORINHAS.

 Pouco tenho para dizer, apenas dois apontamentos. 1º retribuir ao José Lamas a gentileza que teve em referir-se ao meu reaparecimento, amigo não te esqueças de que eu continuo a FOLGAR às 2ªs Feiras.

 Uma pergunta: o teu Restaurante não pertenceu já à familia Ramoa ? Eu há mais de 3O anos fui lá comer, como em todo o Minho se come bem, devo dizer que gostei, mas entretanto debandei para outras paragens, por favor manda-me o nº de telefone.

 2º Agradecer o convite do Cabral, mas meu caro amigo, não interpretaste bem as minhas palavras. O que eu escrevi e quis dizer é que fiz tantas diligências junto dos meus CONFRADES para que te aceitassem e tu não entendeste ou não quiseste pois como condição prévia para aceitação terias que enviar UNS GARRAFÕES do teu vinho produzido em PORTO DE OVELHA PARA PROVARMOS e apenas te fizeste desentendido, ou o DESENTENDIDO SOU EU ?

 Já agora declaro que não sou dado à POLÍTICA, mas considero este espaço PLURALISTA deve acoitar todos os estados de espirito de quem aqui vai escrevinhando, pois só assim esta página será interactiva e daí interessante, aquilo que gostarmos menos pomos no CANTO DO PRATO.

 Conto voltar na próxima semana para festejar mais uma vitória no campeonato. Portanto VOLTAREI. Peinado

 

2013-05-15

ANTÓNIO GAUDÊNCIO - LISBOA

Uma saudação amiga para todos os reclusos e ex-reclusos que gravitam a AAAR e também para os restantes malandrecos que a orbitam.

Hoje não me apetece escrever. O que me apetece ( apetecia ) era bater e bater forte em muita gente. E começaria por dar forte e feio  nessa catraiada, canalhada, rapaziada que nos vem desgovernando porque, como dizia aquele estudante coimbrão « um homem não é de pau » e eu creio que o limite da tal dignidade, em que alguns começaram ultimamente a falar, já faz muito que foi ultrapassado e esfrangalhado. A nossa dignidade colectiva  por onde andará?

Não me espantou-me nem  um pouco quando li o Cabral a aconselhar-nos, num estilo a que esse grande escritor, que foi Jorge Amado, chamaria de " fode-mansinho " a que deixemos a política porque ela fede. Pois amigo Cabral cada um tem o nariz afinado para suportar até um certo grau de fedor e, de facto,  todos nós temos vindo a aguentá-lo mas em  Portugal, ultimamente e num crescendum preocupante, esses odores, fedores  e miasmas atingiram um tal patamar que me parece não haver já narizes capazes para agentar tal fedentina.  E é por isso que, para mim, cidadão que não gosta de engolir trapaças nem desavergonhices, não me parece excessivo nem incómodo falar de política e das coisas desacertadas que essa mesma política  nos atira todos os dias à cara. E o pior é que o faz em nome ..........de nada. 

Com o "speed" e raiva que sinto agora apetecia-me continuar a escrever até às tantas mas vou controlar-me e parar. Mas antes quero rir-me ( nem que seja sozinho ) com um mimo que ouvi do nosso actual Al. Américo Thomás ( Cavaco Silva ) cujas funções se limitam a passear a sua Gertrudes ( D. Maria Cavaca ). Mas vamos ao caso : hoje, 14 de Maio, num telejornal das 20horas, ouvi o sr Cavaco muito satisfeito a dizer perante as câmaras das tvs que se sentia muito feliz por termos encerrado, com sucesso, a 7ª avaliação da tróica no dia anterior, dia 13 de Maio, e que a esposa, D Maria, já lhe tinha chamado a atenção, por duas ou três vezes, que esse sucesso, essa aprovação da 7ª avaliação, tinha sido um milagre de N.S de Fátima.!!!!!!!!!!!!!!

 POR FAVOR,  tirem-me deste filme!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!    

2013-05-13

Francisco Cabral de Sousa - Estoril

Caros amigos, Eis-me, de novo, a falar convosco. Li, reli e meditei, atentamente, no conteúdo de alguns textos, concluindo que há AARs a utilizar o "Fale Connosco" para propagandear a sua apetência política.Não quero, de forma alguma, criticar quem quer que seja, mas tudo o que, sobre política, foi escrito é já banal,conhecido e fedorento. Quero, todavia, registar o texto do amigo Peinado que,superficialmente, abordou o covil dos deputados. Aí sim, deveria aparecer um "Salvador" para expulsar todos ESSES vendilhões de promessas e mentiras, como fez Jesus quando chegou a Jerusalém e viu o Templo transformado em casa de gatunagem (Ver Palmeira de Dezembro de 2008- Texto de António Jerónimo Lopes). Quem gasta mais do que tem!!! Aproveito para agradecer ao Peinado as deligências efetuadas para o meu ingresso na CONFRARIA DO ESGOTA (pipas) e,desde já, convido os peritos confrades a visitar Porto de Ovelha e degustar o precioso néctar. Quero dar um abraço de parabéns ao Xico Assis pelos seus 71 anos. Como gostaria de assistir aos concertos do Pedrosa! Mas...... E o Encontro de 2013? Se se pensar em Estoril/Sintra ou Almeida, posso muito bem colaborar, pois são zonas que conheço. Até breve.
2013-05-08

Assis - Folgosa - Maia

Olá, amigos da AAAR.

Antes de mais, ontem, o dia dos meus 71, aconteceu-me algo estranho no computador. Tinha preparado o meu trabalhinho para remeter para aqui, quando - talvez o aniversário tenha sido o culpado - toquei na tecla errada e foi tudo pró maneta. Tal e qual. Já não recordo o que então escrevi, excepto o agradecimento a quantos se me dirigiram durante o dia para me recordar que ainda tenho gente amiga. A todos, o Lamas incluído, com polvo ou sem ele...o meu muito obrigado. Serve este também para agradecer a quantos me possam ainda dirigir alguma palavra amiga nesse sentido, por não terem podido fazê-lo antes, ou mesmo não o tenham desejado fazer...Esta vai direitinha para o J. Marques, amigo de que tenho já saudades e que deve andar lá pelos orientes em peregrinações meditativas...Só espero que não tenha ficado por lá definitivamente sem dar cavaco às tropas...As gentes do "Pró e Contra" já têm saudade tuas, amigo J.M...Não será verdade, amigo M. Ribeiro?

Antes que me esqueça: Em resposta ao ex-recluso nº. 95 de 1955, o nº 73 de 1954 - número que lhe foi atribuído pelo Ir. Dimas, assim como também desde aquele 27 de Agosto ele se começou a chamar Assis, em lugar de Franciso, ou simplesmente Xico - tem a declarar que o inferno passou realmente por Orbacém, mesmo encostado ao Caminho do Fradinho. Felizmente, o pequeno paraíso foi poupado para que possa continuar a gozar da sua beleza e partilhá-la com todos os amigos, nomeadamente os da AAAR, todos. - Ainda para o Peinado: Como já vamos tendo alguma dificuldade em ver bem, assumo aqui o compromisso de seguir o teu exemplo, aumentando o volume das letras.

Poderia continuar, mas vou ficar-me por aqui, antes que me aconteça o mesmo disparate de ontem.

O meu abraço fraterno.

2013-05-08

JOSÉ MANUEL LAMAS - NAVARRA - BRAGA

Amigo Vieira: era mesmo com azeitinho transmontano, confeccionado pela D. Argentina e guarnecido de umas batatinhas novas do meu quintal, por mim cultivadas. Se era da Apúlia, não sei. Para mim era do Pingo Doce e muito bom, regadinho com um tinto bem agradável, apesar de ser da região de Lisboa ( o tinto )pois combinou, quase na perfeição.     Abraço a todos e pró Assis parabens.

Quer partilhar alguma informação connosco? Este é o seu espaço...
Deixe-nos aqui a sua mensagem e ela será publicada!

.: Valide os dados assinalados : mal formatados ou vazios.

Nome: *
E-mail: * Localidade: *
Comentário:
Enviar

Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório.

Copyright © Associação dos Antigos Alunos Redentoristas
Powered by Neweb Concept
Visitante nº