fale connosco


2017-08-18

manuel vieiora - esposende

»

Nada como um passeio alongado, em passadas cordiais sobre a areia espremida da praia. Olhando para trás avistam-se alinhados os sulcos das peugadas como notas de música numa pauta qualquer que a espuma ondulada das pequenas vagas vai afagando, como que desfazendo memórias lentas.

O Aventino deixou em "Pontos de vista" um seu conto intitulado "Estação de S.Bento," em que os nordestinos se podem rever ...

2017-08-04

António Manuel Rodrigues -

... "bulício juvenil"... de ouros tempos!

Continuação de boa saúde.

2017-08-04

António Manuel Rodrigues - Coimbra

O tempo de sesta está acabando. Não tarda nada volta aí o antigo bulício juvenil!

Saúde para todos

2017-08-01

manuel vieira - esposende

É verdade, estamos no Verão, em tempo de férias mesmo para aqueles que não trabalham. Notam-se os silêncios, talvez o cansaço a exigir repouso, mas os silêncios são fortes sem tocar nos afetos. É curioso que todos dizem que estão todos calados, mas ninguém ousa falar. Nem o Castro, nem o Zé Rodrigues, é verdade o Ismael, o Martins Ribeiro tão viril, as picadelas do Aventino, até o permanente Assis, é engraçado e curioso tanta gente de férias ...

2017-06-17

manuel vieira - esposende

Mira abriu os seus braços a tantos que vieram e alojamo-nos na Lagoa . Reconfortamo-nos com um bom buffet que deu forças para uma tarde marítimo-turística e de conhecimento.

No Museu Marítimo de Ílhavo apreciámos as memórias da pesca do bacalhau nos mares frios e visitamos na Gafanha o navio-museu Santo André. Ainda em Ílhavo tive a visita do José Luís Bento, que foi enfermeiro no Beira Mar e que já não via há cerca de 50 anos e curiosamente reconheceu o Júlio Samorinha, do mesmo curso.

A noite foi ótima e desfrutamos da boa música e dança enquanto jantavamos.

A manhã de domingo permitiu um passeio nos barcos moliceiros pelos canais aveirenses e ainda frequentamos um workshop sobre o fabrico dos ovos moles tradicionais da cidade.

Depois foi o almoço final no restaurante Ceboleiros, no centro da cidade,  com uma comidinha bem agradável que reforçou o convívio. Abraços e palavras quentes deram razão a ter tantos amigos ...

Se fosse introduzido um questionário final de satisfação saberia quase na certa qual era o resultado mesmo que as respostas pudessem ser entre 1 e 10 e era evidente a satisfação do António Vaz e família pelo contributo que deram para tanta gente estar feliz.

Quer partilhar alguma informação connosco? Este é o seu espaço...
Deixe-nos aqui a sua mensagem e ela será publicada!

.: Valide os dados assinalados : mal formatados ou vazios.

Nome: *
E-mail: * Localidade: *
Comentário:
Enviar

Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório.

Copyright © Associação dos Antigos Alunos Redentoristas
Powered by Neweb Concept
Visitante nº