fale connosco


2014-01-26

Arsénio Pires - Porto

Amigos:

 

1. O tal “dia da segunda de Monção” chegou, viu e… VENCEU!

E todos roubámos as palavras ao nosso Eça:

- Ah, desta “segunda de Monção”, sim! Oh que “dita cuja”! Que delícia!

E todos à uma:

- Também lá volto!

 

Só visto e provado! Quase que apetecia pernoitar por ali.

 

Estávamos:

Vieira, Castro, Peinado, Belmiro, Diamantino, Sacadura, Assis, Meira, Conceição e Martins Ribeiro, Carolina e Arsénio.

 

2. De quase tudo se falou um pouco e da Palmeira também!

Numa coisa todos estivemos de acordo:

Enquanto existir a Associação, a Palmeira existirá. E vice-versa!

Pode não aparecer tantas vezes como até aqui.

Então eu disse:

O costumado número por alturas da Páscoa só vai sair se houver 1220 euros.

 

Já temos donativos à volta de 350 euros.

 

Amigos, como dizia o outro, façam o favor de ser felizes!

2014-01-25

AVENTINO - PORTO

16 de Janeiro de 2013

O magnífico escrito do Alexandre. O magnífico escrito do Alexandre. O magnífico escrito do Alexandre. O magnífico escrito do Alexandre. O magnífico escrito do Alexandre. O magnífico escrito do Alexandre. O magnífico escrito do Alexandre. O magnífico escrito do Alexandre. O magnífico escrito do Alexandre. o magnífico escrito do Alexandre. O magnífico.................................ALEXANDRE.

2014-01-25

José Manuel Lamas - Navarra - Braga

Alguns disseram sim ao banquete

Eu cá por mim disse não

Espero ninguem tenha ido ao tapete

Por causa da tal (foda ) de Monção.

 

Tal convívio assim não é bonito

Nada restou p'ra que se veja

Eles por lá com o cabrito

E eu por cá com a inveja.

 

Aquele abraço

Zé Lamas.

2014-01-24

António M.Rodrigues - Coimbra

Para os da Pousada do Sossego:

Ede, bibe, lude...Ao contrário do Outro, que prazer cumprir às vezes um dever.

Já que se trata de uma "segunda", seja a famosa "fecundação", seja a lampreia ou outra iguaria qualquer, sabendo que o convívio será óptimo, a todos desejo uma saborosa deglutição e uma leve e proveitosa digestão.

Gostava de estar presente mas... restrições da vida, meus rapazes,  e sempre imerecidas.

Como não quero meter-vos em alhadas, fico por cá.

Passai muito bem.

António M. Rodrigues

2014-01-22

José Manuel Lamas - Navarra - Braga

Já muito choveu e trovejou

Pelos rios desceu água e areia

Mas agora que a chuva parou

Pelos rios está subindo muita lampreia.

 

Aquele abraço

Zé Lamas.

Quer partilhar alguma informação connosco? Este é o seu espaço...
Deixe-nos aqui a sua mensagem e ela será publicada!

.: Valide os dados assinalados : mal formatados ou vazios.

Nome: *
E-mail: * Localidade: *
Comentário:
Enviar

Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório.

Copyright © Associação dos Antigos Alunos Redentoristas
Powered by Neweb Concept
Visitante nº