fale connosco


2013-11-26

António Manuel Rodrigues - Coimbra

Estou relendo as tuas "vinte e cinco linhas"

Quando acabar este trabalho hercúleo, se conseguir acertar ideias, direi qualquer coisita. Porém, não marco prazo nenhum.

Bom Natal para todos, incluído o tal governo.

2013-11-25

manuel vieira - esposende

O nosso amigo Peinado tem razão relativamente ao meu compromisso em dar outra disposição ao texto e de facto na sua penúltima mensagem  agi por automatismo colocando-o online sem rever essa situação. Passou-me e não é pelo trabalho que dá, que é mesmo muito pouco, e ele tem razão na dificuldade que causa para ler e perceber facilmente o seu conteúdo.

Nada que não se resolva e só não o altero porque como o texto tem se ser alterado e reenviado de novo como se fosse o próprio já não ficava no mesmo sítio pois é respeitada automaticamente a ordem cronológica.

Provavelmente exigiu dos colegas  um pouquinho mais de esforço mas curiosamente eu também o li com tanto apreço que nem me apercebi desse ligeiro constrangimento.

De certeza que vou estar mais atento nos próximos e entretanto a Palmeira já está em franca cozedura como referiu o Arsénio.

2013-11-25

António Peinado Torres - Porto

 Bom dia AARS e coordenadores deste site

 Em tempos falando com o Amigo e nosso presidente Manuel Vieira, manisfestei-lhe o meu sentimento pela falta de estética e de dificil interpretação que apresentam os textos quando publicados de forma compacta, explicando, SEM TÍTULOS E SEM PARÁGRAFOS.

 Na conversa que tivemos, disse-me que era trabalhoso a configuração do arranjo, e que havia outros coordenadores.

 Pois bem meus caros, eu não gostei que o meu texto anterior fosse publicado a granel, embora em termos de escrita eu esteja na 3ª divisão distrital, não deixo de entender, que a todos os nossos escritos devem ser dados as mesmas oportunidades, por tal motivo sempre que não seja possivel publicar os meus textos conforme os apresento, não os publiquem , pois nenhum mal vem ao mundo e eu fico mais feliz.

As minhas desculpas pelo tempo que vos ocupei .António Peinado Torres.

 P S- Ao Gaudêncio envio o meu abraço de companheiro e amigo, pela bondade da tua observação em relação ao texto que enviei.


2013-11-25

Arsénio Pires - Porto

Companheiros:

Tenho andado silencioso pois outros afazeres me têm aprisionado: Palmeira!

Mas não posso ficar indiferente ao apelo do nosso amigo Gaudêncio! Ele lançou o repto:

"Escrevam sobre tudo e sobre nada".

Não leves a mal, Gaudêncio, mas eu vou escrever só “sobre nada”.

Nas próximas 25 linhas deste mesmo post, vou falar sobre o actual Governo de Portugal.

Ora leiam!

2013-11-23

ANTÓNIO GAUDÊNCIO - LISBOA

Depois de um silêncio, algo pantanoso, apareceu o nosso Presidente com um estilo muito meigo, ( a que o grande Jorge Amado chamava de «fode mansinho» ),  a convocar-nos para uma participação mais activa neste nosso sítio. Pouco depois o Zé Castro, o nosso vitivinicultor duriense, apareceu também a apelar aos espectadores ( não espetedores) de bancada a dizerem de sua justiça....e a darem sinal de que ainda estavam vivos.

O Peinado, com a sua generosidade habitual, foi o primeiro a irromper nestas liças do entretenimento. Fê-lo com a sua imagem de marca  e com o fulgor que imprime sempre a todas as suas intervenções. Que nunca as mãos te doam, amigo Peinado, pois se participar é preciso, viver também o é. E uma coisa implica a outra!! Continua e, já o sabes, as tuas intervenções são sempre bem recebidas e apreciadas.

E como não quero ser apenas consumidor mas também produtor, entendo que devo intervir e escrever alguma coisa neste nosso cantinho para manter a chama acesa.

Todavia, esta minha entrada fica a dever-se a uma "boca" ( muito pertinente, aliás ) do Manuel Vieira sobre o Magusto de Palmela onde ele lamentava a total ausência de notícias acerca do evento. Tens razão, Manel, mas vou adiantar uma pequena explicação. Chega tarde mas mais vale tarde..............

 Eu fui encarregado de escrever algo sobre o dito cujo magusto mas com publicação reservada para a Palmeira que está prestes a sair. Daí que  me considerei  desobrigado.   

Pensei, no entanto, que algum dos 25 elementos que « magustaram» naquele dia 9 em Palmela, escrevesse uma nota, por breve que fosse, sobre o evento. Não aconteceu mas agora também já não merece a pena falar do assunto. Mas sempre vos digo que correu bem, valeu a pena e que os ausentes fizeram falta.

O rol dos «escritores», que foi aumentado, recentemente, com a contratação do Lamas, tem estado pouco activo. Causas? Não sei mas algumas adivinham-se facilmente. Por isso, também eu faço um apelo a todos : escrevam sobre tudo e sobre nada e não se sintam diminuídos se não conseguirem atingir a fulgurância estilística de certos companheiros nossos porque alguns deles militam numa divisão lá mais para cima. Desde que dê para nos entendermos .............. vamos escrevinhando qualquer coisa. 

Faz bem consultar este sítio e encontrar sempre alguma coisa nova!!!!!!!!!         

Quer partilhar alguma informação connosco? Este é o seu espaço...
Deixe-nos aqui a sua mensagem e ela será publicada!

.: Valide os dados assinalados : mal formatados ou vazios.

Nome: *
E-mail: * Localidade: *
Comentário:
Enviar

Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório.

Copyright © Associação dos Antigos Alunos Redentoristas
Powered by Neweb Concept
Visitante nº