fale connosco


2017-09-17

A.MARTINS RIBEIRO - TERRAS DE VALDEVEZ

EPIGRAMA PRÒ ZÉ LAMAS

Sem fazer nenhum ultrage

Que o talento não se herda

O Zé Lamas pró Bocage

Fez um poema de merda.

 

Pergunta ele, lampeiro

Se a escrita está borrada;

Pois digo em tom verdadeiro

Que é uma grande cagada.

 

Conheci um certo moço

Com a estranha maluqueira

De tomar pequeno almoço

Sentado na cagadeira.

 

Só que um dia, sem querer

E por fazer gesto impróprio

Entornou leite a ferver

Em cima do periscópio.

 

Quem procura inspiração

No lugar que se destaca

Faz por sabida razão

Sempre um poema de caca.

 

A matraca vou fechar

Pois vos escandalizais

E também ’stou a pensar

Que aqui anda merda a mais.

 

E se falei desta forma

Foi p’ra malta espevitar

Pois que pior é por norma

Ler no sofá e calar.

 

Arcos, Setembro 2017

 

 

 

2017-09-15

José Manuel Lamas - Navarra - Braga

 

    Atrevo - me a fazer esta publicação , apenas e só, porque hoje é o dia do Poeta ... " Bocage "  

 

                    Uma laracha de merda 

 

         Cagar já não me dá prazer

         Quero cagar e não posso

         Puxo até me espremer

         A pontos de o cu me doer

         Parece que vou cagar um osso

 

         Mas não haja preocupação

         Foi um breve desarranjo mau momento

         Que nem carece de medicação

         Pois a máquina já funciona a contento

 

         Digo mais e posso afirmar

         Que é enorme o desatino

         Se precisamos de cagar

         Com preguiça no intestino

 

         Termino perguntando a quem isto lê

         E que não sendo pessoa lerda

         Me diga aqui de boa fé

         Se isto é ou não é

         Um belo poema de merda ?!!!

 

    Com aquele abraço

                                  Zé Lamas  

2017-09-13

Manuel Vieira - Esposende

O nosso site tem estado com alguns problemas e a rubrica "fale connosco" foi a mais afetada por incompatibilidades nas ferramentas informáticas mais antigas. Mas já está em pleno uso e podem ser enviadas agora as mensagens que alguns têm em stand bye.

Alguns colegas têm andado bastante ocupados com as vindimas e bem esperamos que a colheita deste ano traga os resultados esperados tanto em qualidade como em quantidade, para ver se calham alguns exemplares arrolhados aos que mostram melhor porte.

2017-08-27

Manuel Vieira - Esposende

O mês de agosto tão destinado a férias está a chegar ao fim, com nevoeiros. alguma chuva e um ligeiro arrefecimento. O outono já não está longe e em breve pelas nossas ruas esvoaçarão as folhas amarelecidas e as cores da paisagem vão retomar os velhos tons do novo ciclo.

Na sexta feira passada faleceu o nosso colega Domingos Gonçalves Dias com 75 anos de idade num lar em Boticas.  Natural de S.Vicente da Chã, Montalegre, era do curso do Morais, Mário Lage, do Pedrosa, Peinado, Silvério, Adolfo e Fernando Campos, entre outros. Entre os seus colegas foi conhecido por o "Músico". Foi visitado há poucos anos por alguns destes seus antigos colegas no lar onde residia e estava bastante condicionado na mobilidade e fala.

Viveu uma parte importante da vida nos Estados Unidos e era um frequentador nas leituras deste site. Paz à sua alma.

2017-08-18

manuel vieiora - esposende

»

Nada como um passeio alongado, em passadas cordiais sobre a areia espremida da praia. Olhando para trás avistam-se alinhados os sulcos das peugadas como notas de música numa pauta qualquer que a espuma ondulada das pequenas vagas vai afagando, como que desfazendo memórias lentas.

O Aventino deixou em "Pontos de vista" um seu conto intitulado "Estação de S.Bento," em que os nordestinos se podem rever ...

Quer partilhar alguma informação connosco? Este é o seu espaço...
Deixe-nos aqui a sua mensagem e ela será publicada!

.: Valide os dados assinalados : mal formatados ou vazios.

Nome: *
E-mail: * Localidade: *
Comentário:
Enviar

Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório.

Copyright © Associação dos Antigos Alunos Redentoristas
Powered by Neweb Concept
Visitante nº